Ir para página princial  
Ir para página princial
17/09/2021
Go to English Version
Ir para página princial  
  home
 
 
 
Conheca o Serviço de Geriatria do HCFMUSP Serviços disponibilizados pelo SGHC Saiba mais sobre Alimentação, Atividades físicas e tambem artigos de especialistas Tire sua dúvida com nossos especialistas. Consulte o nosso Guia Médico Entre em contato conosco
UNIVERSAL
 
      Tenho insistido, há muito tempo, que o envelhecimento populacional verificado nas últimas décadas e, ainda progressivo nas próximas, será um dos temas de maior importância para o futuro da humanidade.
      
       Não há quem ou o que possa ser considerado alheio a esta realidade ou intangível por esta fantástica mudança da composição etária da população.
      
      Do mais simples cidadão das muitas comunidades carentes ao mais notório dentre os abastados, todos têm e terão cada vez mais as suas vidas alteradas por esta progressiva capacidade de viver mais.
 
 
      Uma das minhas mais marcantes evidências da necessidade de disseminar este conceito ocorreu há mais de duas décadas, quando ministrava a palestra inicial do Curso de Geriatria aos alunos do quarto ano da FMUSP.
      
      Entre os dados nacionais e internacionais que demonstravam as expectativas de envelhecimento populacional para o Século XXI, convidava-os a pensar que estas perspectivas seriam determinantes de inúmeras mudanças no exercício profissional, fosse qual fosse a sua futura especialização.
      
      Espontaneamente, uma das alunas me interpelou: "o meu não, professor. Pretendo ser pediatra e, ao que me consta, as crianças continuarão sendo crianças".
      
       Risos coletivos denunciaram algo do tipo "te pegou".
      
       Após alguns instantes de conversas paralelas, retomei a palavra e formulei a argumentação que venho repetindo desde então.
      
       "Este aumento da expectativa de vida provocará mudanças individuais e coletivas que nos envolverão, a todos, em pelo menos três grandes cenários:
      
       Individual - teremos maior chance de viver mais e, por isso, torna-se necessário um planejamento a médio e longo prazo para que possamos envelhecer com saúde.
      
       Coletivo - conviveremos cada vez mais com aqueles que envelhecem, o que nos torna parte integrante do planejamento de vida de um número progressivamente maior de pessoas.
      
       Profissional - cada vez mais o cliente será idoso. Seja do dentista ou do anestesista, todos terão que atender ao idoso com a mesma segurança e capacidade profissional com que o fariam em outras faixas etárias".
      
       Os rumores e risos, que tinham se aquietado, voltaram a se prenunciar, visto que eu não havia tocado na questão formulada.
      
       Completei: "mesmo você, futura pediatra, terá que se ocupar, e muito, desta questão. Em parte porque estará cuidando de uma criança cuja expectativa de vida será maior do que foi a tua e muito maior do que foi a minha, quando nascemos. Além disso, seu interlocutor será, na maior parte das vezes, um idoso. Serão, provavelmente, as avós e quem sabe as bisavós que se ocuparão dos cuidados das crianças e que farão, entre tantas coisas, a consulta ao pediatra.
      
       Silencio geral, em meio a certo clima de incredulidade.
      
       Recentemente encontrei esta pediatra em um Congresso Médico. Antes mesmo que nos cumprimentássemos, ela se adiantou, dando um agradável sorriso e disse: "toda a vez que atendo um cliente acompanhado das avós ou das bisavós, lembro de você".
      
       Gostei.
 
Clique aqui para Visualizar a versão em pdf.
Data da publicação: 19/11/2009
 
Conheça o autor deste texto:
Prof. Dr. Wilson Jacob Filho
Professor titular de geriatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo;
Diretor do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da FMUSP;
Coordenador do Núcleo de Geriatria do Hospital Sírio-Libanês;
Coordenador do Serviço de Gerontologia do Hospital Sírio-Libanês.


Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7686073237631159


Médico formado pela FMUSP em 1976; Residência em Clínica Médica no Hospital das Clínicas em 1977-78; Médico Assistente da Divisão de Clínica Médica do HC-FMUSP em 1979; Especialista em Geriatria pela AMB-SBGG em 1982; Doutorado em Medicina pela FMUSP em 1988; Professor Doutor do Departamento de Clínica Médica da FMUSP em 1989; Coordenador Geral do Núcleo de Atendimento Domiciliar do HC-FMUSP em 1996; Coordenador do Hospital Dia do ICHC-FMUSP em 1998; Diretor do Serviço de Geriatria do HC-FMUSP em 1999; Professor Livre Docente da Disciplina de Geriatria da FMUSP em 2004; Especialista em Gerontologia pela SBGG em 2005; Professor Titular da Disciplina de Geriatria da FMUSP em 2006. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Geriatria, atuando principalmente nos seguintes temas: idoso, envelhecimento e atividade física.


Consultório
Clínica Pro Vitae - Divisão Pro-Senecta
R. Oscar Freire, 1946 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3064.6483
E-mail: jacob@saudetotal.com.br
 
 
 
 
Sim
Não
 
 
Gostou deste Texto? Faça abaixo o seu comentário:
 
 
 
 
Termos de uso: Todo e qualquer comentário publicado na internet por meio deste sistema não reflete, obrigatoriamente, a opinião deste portal ou do Serviço de Geriatria do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Os textos publicados são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os administradores deste portal reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Informamos ainda que poderá haver moderação dos comentários que apresentarem dados clínicos ou pessoais dos autores, visando garantir a privacidade destas informações. Textos de caráter promocional também poderão ser excluídos.
 
 
 
 
© GEROSAUDE ( 1982 - 2019 ) - CEPEN Centro de Estudos e Pesquisas em Evelhecimento. Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização, mesmo qir citada a fonte- (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Todos os direitos reservados. Importante: Os anúncios publicados são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou interferência no conteúdo editorial.

Aviso Legal:
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do portal GEROSAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação em temas geriátricos e gerontólogos cujos artigos expressam, fundamentalmente, o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas para o diagnóstico ou tratamento de qualquer doença sem a insubistituível orientação de um profissional competente.
produzido por eadmed